Peixes esportivos de água salgada do Brasil

Em outro post mostramos alguns dos peixes mais famosos da pesca esportiva em água doce aqui do Brasil. Hoje nós iremos falar um pouco das espécies de água salgada que podemos encontrar em nosso País.

Peixes de pesca esportiva em água salgada podem ser encontrados em toda a costa do Brasil, em diferentes épocas do ano. A pesca pode ser feita em solo, seja em praias ou cais, como também em alto mar com ajuda de barcos.

Hoje nos concentraremos nas espécies mais conhecidas da pesca esportiva.

Atum

O atum, nome científico Thunnusspp, é um peixe bastante conhecido tanto comercialmente quanto esportivamente.

Eles são famosos por terem uma hidrodinâmica muito boa. A cauda é bastante estreita comparada ao resto do corpo. São peixes que alcançam até 700kg dependendo da espécie. No Brasil, eles podem ser encontrados do Rio Grande do Sul ao Amapá.

As espécies se concentram de acordo com a temperatura da água. Eles podem ser encontrados sozinhos ou em cardumes. Os cardumes são especialmente encontrados no litoral da região Nordeste.

Eles podem ser pescados mais em alto mar, já que dificilmente se aproximam da costa. Como são animais pesados, é necessário equipamento pesado, com linhas de 20 a 100 e anzóis de 3/0 a 8/0. As iscas naturais podem ser peixe voador, sardinhas e lulas. Iscas artificiais de superfície também funcionam bem.

Barracuda

É um peixe de escamas; corpo alongado e boca grande e pontuda; dentes afiados. A cor é prateada, com manchas pretas irregulares ao longo do corpo, especialmente perto da cauda, o que distingue esta espécie das 20 ou mais espécies de barracudas de pequeno porte. No Brasil, a espécieSphyraena barracudapode ser encontrada em partes da costa do Nordeste, Sudeste e Sul, especialmente em Abrolhos e Fernando de Noronha.

Pode ser encontrado em região de mangue, alto mar, portos, naufrágios e corais, basicamente onde podem ser encontrados pequenos peixes, de quem se alimentam. Barracudas jovens e pequenas formam cardumes, enquanto os adultos maiores são solitários. São agressivos e ótimos para a prática esportiva.

O equipamento deve ser médio a pesado, com linhas de 20 a 30. Pequenos peixes funcionam como isca natural e iscas artificiais de superfície funcionam bem.

Agulhão Bandeira

O Agulhão bandeira é talvez o peixe esportivo mais reconhecido do Brasil, principalmente devido a propagandas de cigarro na década de 80, sua grande nadadeira dorsal e o bico em forma de espada.

Seu nome científico é Istiophorusalbicans e ele pode ser encontrado em toda a costa do Brasil, em águas profundas, embora habitem águas mais quentes da superfície. Possui escamas prateadas, com reflexos amarelos e verdes, e listras escuras verticais por todo o dorso. Nadadeiras são escuras, e são uma das espécies mais rápidas, alcançando até 60 km por hora. Também é um peixe bastante esportivo, oferecendo grandes saltos durante a captura.

O Agulhão bandeira é solitário, mas forma cardumes no período reprodutivo. Eles são carnívoros, se alimentando de pequenos peixes, moluscos e crustáceos.

Equipamentos pesados devem ser utilizados, com linha 20 a 50. Pequenos peixes e polvos podem ser utilizados como isca natural e como isca artificial a mais recomendada é o farnagaio.